Por que sua empresa deve estar na internet?

Publicado em 13/08/2009 - Categoria: Artigos, Geral

            Nas mercearias de anos atrás, o próprio dono era o vendedor, e conhecia os hábitos dos clientes, os ciclos de consumo, os aniversários e as preferências de produtos e marcas, exatamente porque os freqüentadores eram poucos. Neste tempo, os comerciantes utilizavam as informações de maneira muito produtiva: oferecendo os bens certos no momento corretos, fazendo com que o cliente confiasse no estabelecimento, gerando imagem de credibilidade e promovendo a fidelização. Hoje o mercado consumidor é muito maior, o que impossibilita este tipo de relacionamento.

            A idéia de comunicação é tão velha quanto à humanidade. Mas, atualmente, a possibilidade de apresentação de imagens, vídeos, áudios e animações nos computadores, aliada ao surgimento da internet, vem radicalizando essa idéia. Com os avanços tecnológicos na informática, nas telecomunicações e principalmente na internet, abriu-se caminho para uma nova forma de fazer negócios, que atende melhor aos novos grupos de consumidores. Alguns chamam de “marketing interativo”, em que consumidor ganha poder de interação com a empresa.

            Para se adequar ao novo momento do mercado, os empresários abriram um novo território na internet, já que esta é uma comunidade em rápida expansão que recebe diariamente novos adeptos. Essas pessoas ligaram-se à internet como uma forma de vender produtos e prestar serviços muito mais amplos do que era possível anteriormente.

            Um levantamento realizado pelo Ibope apontou que 58% das pessoas que compram via internet o fazem por conveniência, 49% são atraídos pela facilidade de fazer pesquisas e comparações, e 43% pelo preço. Entre as 3 respostas mais votadas, duas são aspectos intangíveis, somente o preço pode ser facilmente medido. O resultado mais interessante desse levantamento, é que cada vez mais consumidores recorrem à internet para obter informações e decidir sobre os produtos que depois irão comprar fora da internet. O volume de vendas offline motivado por informação obtida na internet supera largamente o volume de vendas online.

            Uma pesquisa sobre os hábitos e tendências de venda na internet no Brasil, concluiu que o consumidor menos abastado (com renda média entre R$1.000,00 e R$3.000,00) está comprando mais pela internet.

            Já pensou no que isto pode significar para o futuro do seu negócio? Se há cada vez mais clientes avaliando suas ofertas com base em informação que encontram na internet, é melhor que essa informação exista e seja de qualidade. O website da sua empresa é seu balcão de informações no ciberespaço. Ele estará aberto 24 horas por dia todos os dias do ano.

            Usar a rede para manter um contato mais regular e eficaz com seus clientes pode ajudar a reduzir a “erosão” das contas. Vocês já investiram tempo e dinheiro para conquistar o cliente. Quantos deles são perdidos? Uma comunicação mais eficaz não poderia ter ajudado a mantê-los?

            Mais da metade das pequenas empresas ainda não tem um site na internet, isso porque erroneamente os empreendedores pensam que: o processo é muito complicado ou muito demorado; desenvolver um site na internet é muito caro ou não proporcionará um retorno considerável sobre o investimento; um site exigiria atenção integral de um profissional da área.

Hoje, mais do que nunca, um site pode, de forma eficaz: apresentar seu negócio a um mercado mais amplo, porém definido; fornecer informações sobre sua empresa, produtos e/ou serviços; oferecer um retorno rápido sobre o investimento, com base na integração de seu site aos esforços do marketing existentes; aperfeiçoar a lealdade e retenção do cliente oferecendo vendas especiais no site. A pergunta da vez é: o que sua empresa está esperando para fazer parte do ciberespaço?

por Diogo Sacramento

Envie seu Comentário